Partilhando



                                                  

                                                                       Música

Comunicarei e postarei nesta página, pequenos bilhetes encontrados por mim, sua irmã. Feitos por Terezinha a amigos e familiares, em diversas circunstâncias expressando sua gratidão e participação na vida das pessoas. Sempre com aquele seu ardente desejo de edificar, instruir e amar...

           Colocarei aos pouco neste Blog o que vou encontrando nos seus escritos como um dom (presente) aos que a amavam e tinham contatos periódicos com ela... Participaram de sua vida e comungavam e continua a lutar por uma “Civilização do amor”, como dizia Papa Paulo VI e “POR um Mundo Unido”. Como dizia Chiara Lubich e como diz Jesus: “QUE TODOS SEJAM UM”.


Comunicado do  Presidente do SINTER - (Sindicato dos Trabalhadores em Assistência Técnica e Extensão Rural da Paraíba comunicando sua partida).


João Pessoa, 02/11/2012.
Companheiros,
Boa tarde,
Comunicamos o falecimento de Terezinha Pinheiro. Terezinha foi uma companheira ativa de todos os movimentos sindicais e sociais da Paraíba.
Ficará um marco de exemplo de militante das boas causas em prol dos que mais precisam. As lembranças das lutas construídas juntas e do exemplo de trabalhadora e lutadora que sempre foi, marcam a sua breve passagem terrena.
QUE DEUS POSSA CONFORTAR SEUS FAMILIARES E AMIGOS
 Luís Lima de Almeida DIRETOR GERAL SINTER-PB









Colega do SINDICATO E da EMATER-PB

José Elias é da EMATER e trabalhou com Terezinha no SINTER
Terezinha Pinheiro foi para mim uma colega inesquecível, estivemos juntos durante longo tempo não só na luta de nossas atividades de Extensão Rural na EMATER-PARAÍBA, mas também, em nossas lutas sindicais junto ao SINTER/PB, ela sempre foi uma pessoa determinada, sempre na linha de frente em defesa dos mais humildes, principalmente do agricultor familiar. Com certeza DEUS NA SUA SAPIÊNCIA, já a recompensou pelo seu trabalho sério e dedicado em defesa dos mais pobres. Que DEUS a tenha em sua glória, jamais a esquecerei.                                                          
                                                          José Elias Dos Santos Elias



Foto: Google
Itamar Moreira Fernandes


               Lamento com pesar a morte tão trágica da colega e parente Terezinha Moreira. Terezinha exercia o Cargo de Extensionista Social da EMATER-PB e tive a oportunidade de trabalhar com ela na região de Campina Grande. Era uma grande profissional, dedicada ao seu trabalho e defensora das causas sociais. Registro aqui os meus profundos pesares a toda a família (Pinheiro, Moreira e Fernandes) e a todos os seus amigos e amigas
                                                  Itamar Moreira - Prefeito de Poço Dantas-PB

                         

Colega da EMATER - PB

De Fátima Amécico - João Pessoa PB.




              Querida Conceição, falo assim com você por saber que é irmã de Terezinha. Eu a conheci aqui em Pirpirituba quando trabalhei com ela por volta dos anos 75, quando foi aberto um escritório de EMATER, e desde então passei a considerá-la como chefe, colega, orientadora, pois já era portadora de muita experiência de vida mais do que eu. Vivemos bem todo o tempo em que trabalhamos juntas até o dia em que ela se transferiu e eu senti e chorei muito, era a primeira extensionista com quem eu tinha convivido. A partir daí ela sempre vinha a Pirpirituba na casa de Amélia e quase sempre nos víamos. Com ela aprendi muito e só via qualidades e dons como alegria, educação alto astral, entusiasmo, sabedoria enfim não posso enumerar mais seria até desgastante e você como irmã sabe muito mais que vivenciou também mais tudo isso que estou tentando dizer. Portanto hoje só continua a saudade e o que nos conforma é saber que pessoas assim não morrem se eternizam em nossas vidas e muito mais ainda está feliz junto do Pai na morada que Ele preparou para ela, porque aqui enquanto peregrinava ela soube muito bem iniciar esse eterno que vive hoje.



Comunicado do  Presidente do SINTER - (Sindicato dos Trabalhadores em Assistência Técnica e Extensão Rural da Paraíba comunicando sua partida).


João Pessoa, 02/11/2012.
Companheiros,
Boa tarde,
Comunicamos o falecimento de Terezinha Pinheiro. Terezinha foi uma companheira ativa de todos os movimentos sindicais e sociais da Paraíba.
Ficará um marco de exemplo de militante das boas causas em prol dos que mais precisam. As lembranças das lutas construídas juntas e do exemplo de trabalhadora e lutadora que sempre foi, marcam a sua breve passagem terrena.
QUE DEUS POSSA CONFORTAR SEUS FAMILIARES E AMIGOS

  Luís Lima de Almeida DIRETOR GERAL SINTER-PB
Hoje 06/07/2014, encontrei um escrito de Terezinha:

Unidade é não fazer conceitos e julgamentos.
 É amar as pessoas.. É fazer tudo sem esperar nada em troca.
 Unidade é não pensar quando o outro fala. É morrer a si mesmo para dar vida ao outro.  É nunca romper com o outro. É não querer modificar o outro. É querer modificar a si mesmo.
 Campina Grande - PB Novembro de 1980



Foto: Natalia Pinheiro

O meu último encontro com minha irmã Terezinha Pinheiro, no Aeroporto de Brasília Encontro aqui da terra, pois no céu nos encontraremos para a Vida que não acaba jamais... 



                                                                          
Ele escreveu para Terezinha gostaria de saber seu nome...

Que conforto este :

          Evangelho de Jesus Cristo segundo São João 5,














Caríssimos (as),

Gostaria de agradecer e abraçar com carinho todas as manifestações feitas a minha irmã Terezinha Pinheiro Moreira, por ocasião do seu encontro com Deus, na Sua amplidão de amor...


       Minha irmã foi martirizada. Pude participar com ela de seu martírio pela presença dos vizinhos que presenciaram seus últimos momentos. Porém gostaria de afirmar e pedir que não se angustiem, mas se lancem a viver “o amor ao irmão que se encontra ao lado de vocês no momento presente da vida”. (Chiara Lubich). Terezinha participava do Movimento dos Focolares, ela fazia parte do Movimento Humanidade Nova há tempos atrás e tinha voltado atualmente com um grupo e tinha se lançado no Projeto Cidade colhendo quase duas mil assinaturas na Paróquia Nossa Senhora do Rosário. Estava empenhada num projeto de humanização da cidade elaborou um Projeto para a Praça em frente à Igreja do Rosário na Prata - Campina Grande e entregou com o grupo, junto com as assinaturas ao prefeito eleito de Campina Grande. E estava ajudando ao Natal solidário da terceira idade da Paróquia do Rosário. 


     Vivam felizes e só para o outro como era Terezinha. Ela deu um testemunho vivo da perfeição na caridade, na bondade e harmonia... O seu apartamento estava impecável. Até com lanchinho na mesa como se estivesse nos esperando. (Quando chegamos eu e meus sobrinhos após o seu funeral).


       Com todos que me telefonaram, pelas mensagens, pelos que visitaram e estavam presentes de longe ou perto no seu funeral. Muitos ela tinha tido um contato, uma visita antes. Pude constatar que ela teve mesmo o Espírito Santo para conduzir tudo e entregar e confiar a continuação de seus projetos a cada um... Em várias situações... Impressionante! Tudo em ordem e encaminhado e anotado. Na tela de descanso do computador estava escrita uma palavra de Chiara  Lubich:


           “Volver o olhar para a vontade de Deus no momento presente”.


            Era sempre a sua  palavra de ordem e agora a minha. Portanto demos glória a Deus por este imenso dom do meu convívio. Minha única irmã que foi para Deus, mas agora presente sempre no amor.


            

Na agenda TANTOS ESCRITOS doando sua alma atual. Na capa da agenda telefônica ela escreveu:


            Nos jardins da vida, sou tão livre e feliz consigo mesma, com as pessoas e com Deus – como uma borboleta, uma flor que ainda perdura o encanto e ventura, apesar do tempo. (C. Grande maio de 2012).


Encontrei também:


             Tudo aceito com amor. Que se faça tua vontade. Em tuas mãos me entrego em silêncio e paz.


            
Agradecimento

           Com um forte abraço e de meu irmão, José Pinheiro e toda nossa família agradecemos com imensa gratidão a todos: Os telefonemas... Aos que enviaram mensagens das cidades de Paraná-RN, Uiraúna-PB, as pessoas de Uiraúna presentes ao funeral. Pelas suas manifestações de carinho nestas cidades. Grupos da Terceira Idade e do Projeto da Praça, ao Pe Lourildo e Irmã Lourdinha. As irmãs do Colégio das Damas. Aos seus vizinhos... Presentes do Valentina, Edifício Santa Mônica – Prata Campina Grande – PB, ao Edivan e Mari em nome de todos doAtlantis Home Service –Cabo Branco - João Pessoa e aqueles que estiveram ao meu lado nos momentos de decisões concretas Margarida, Assis Pinheiro, Dávila, Maria José, Socorro Sousa, Grice, Dorgilan e tantos que não consigo enumerar... A EMATER-PB na pessoa do Presidente Giovane e esposa Simone e colegas de trabalho da EMATER presentes. Ao presidente do SINTER Luis Lima de Almeida e amigos do SINTER.  A Comunidade e Focolare de João Pessoa presente nos momentos especiais e comunidade de Campina Grande com um amor refinado e paciente até o fim... De Brasília e São Paulo pelas orações e telefonemas. Aos amigos da cidade de Pirpirituba e outras cidades presentes. . (Ao Sidney Argelim pelas fotos). A ONG PATAC (Programa de Aplicação de Tecnologia Apropriada as Comunidades). A Direção e Funcionários do Campo Santo da Paz e a todos que me esqueci de mencionar, mas que partilharam comigo as dores.
                                                        Com imensa gratidão a todos.                                         


   


  


                   Estava passando roupa ontem. Quando fazia quatro meses da partida de Terezinha pro céu. Imagine sempre tentando viver o presente e lembrar ela com alegria superando e oferecendo a Deus as saudades... Quando vi estava passado um paninho de prato que trouxe enrolando algo para não quebrar. E no pano estava escrito: MINHA ALEGRIA É O SENHOR. Foi como uma resposta de Deus para mim naquele momento... Que Terezinha está na plenitude de DEUS, no seu infinito amor... E nos responde também com o Seu amor.
                                                                                                 Conceição Pinheiro    

Um ano de sua partida para o céu
    
           
           Uma ano da partida de Terezinha para o céu. Esta música que ela amava expressa a sua alma... Duas palavras são acrescentadas pelo seu intérprete: "misericórdia" e "alegria".

Minhas dias filhas: Maria Tereza e Natália, com Terezinha
       Misericórdia:
        Se não temos com o outro, como queremos ter de Deus a nossa?
       Alegria:
                Repito uma pergunta do Papa Francisco. Como anda a alegria na nossa casa?
                Deste ano eu acrescento:
                Num rio de dor eu encontrei um mar de AMOR. Do Amor de DEUS expressa em suas Palavras que me conforta e levanta em cada caída e em cada recomeço.
              Estava fazendo uma meditação outro dia e lendo alguns trechos do evangelho parei e refleti sobre todas as dores que Terezinha passou... Eu contemplei o "vulto de Jesus no seu: Desfigurada, massacrada, judiada. E Jesus dentro muito forte dizia: Também fizeram assim comigo e todos os meus discípulos. Entendi que Terezinha derramou o seu sangue para que a Vida seja perpetuada em cada um de nós como Jesus nos devolveu a VIDA que não passa doando-nos o seu Espírito.
          Vamos aproveitar cada momento de nossa vida para "centrar a nossa vida no amor a Jesus em cada momento presente"... Livres de nós mesmos semearemos bases fortes para estendermos sobre a terra a rede de amor... Para tornarmos uma só Alma com ELE o Ressuscitado entre nós que fará mudar a rota do ódio e será somente luz e amor sobre a terra. 
         Só com Ele encontramos a verdadeira alegria da nossa Vida. Aleluia quer dizer: Alegria. Terezinha encontra-se na verdadeira alegria... Na plenitude do Amor de Deus. Hoje depois da eucaristia meu olhar se deparou com um quadro da Santa Ceia, imenso, que tem como um imenso painel na Igreja Santa TEREZINHA. Ao levantar meus olhos ficaram fixo numa determinada imagem entre tantos... Deparei-me com uma figura que jamais tinha observado naquele quadro. Parecia que entre todos se destacava como uma auréola clara a figura de Jesus que tem um de seus discípulos com a cabeça deitada no seu ombro e Jesus o abraça. A cabeça dele estava deitada no ombro de Jesus. E "ELE" o abraçava.
       Senti-me também eu assim depois daquela eucaristia: inebriada da força D'Ele que me levou ali. Amada, escolhida como aquele apóstolo.

                                                                Conceição Pinheiro
                              

Depois de passarmos vários dias em Uiraúna-PB fiz pra ela, no seu aniversário este acróstico. Ela copiou na sua agenda e estou compartilhando. Fazia muito tempo que não  dava certo está ao lado no dia de seu aniversário. Foi mesmo um presente de Deus para mim!

Terezinha querida!
Eleita de virtudes e qualidades vitais.
Rainha de bondade.
Elevada espiritualmente.
Zelosa por cada um (a).
Imagem do Supremo AMOR.
Nada teme porque ama sempre.
Hoje e sempre, no presente.
Amada por todos nós e muito mais por Deus.
Paixão pela vida.
Idealizadora e luz para todos.
Nova sempre porque pode recomeçar.
Humanidade Nova constrói em sua volta...
Elevando as qualidades e dons de cada um.
Indo além de suas forças.
Rega com as palavras.
Orienta com sabedoria.
Mãe da humanidade, como Maria.
Onde se encontra.
Robusta sua fé e concreta ação.
Enamorada da paz...
Ilumina informando as pessoas.
Raios que transparece a ternura de Deus.
Amiga, irmã e mãe, PARABÉNS!
                        Maria da Conceição Pinheiro Moreira                            
 Uiraúna- PB,  07/09/2012










Hoje acordei num sonho:



O telefone tocava e o Deaquino, meu esposo, chamava-me:

Conceição!

É Terezinha!

Eu ia tão feliz atender como se ela não tivesse partido. Porém antes de escutar sua voz ao telefone acordo... 

          Durante o dia estava procurando um livro que precisava encontrei dentro do livro este cartão. Certamente é o que ela queria me falar:


                         Partilho com você...
Veja o outro lado do cartão:
"La Pieá)
( Miguel ângelo, 1475 - 1564).
Vaticano

Veja o outro lado do cartão:

Tradução do cartão :

                                                    Campina Grande 30/07/1982
Maria:
A unidade é uma vida nova para nós daqui para frente.

Nunca havia me percebido da grandeza de Deus.

Nunca havia refletido nem avaliado o grande amor de Deus para comigo, nem imaginado sobre o sentido dessa expressão:

“Como Eu vos tenho amado assim também vós amai- vos mutuamente.”

 Esse “como” foi e continua sendo a mais difícil, mas a mais revolucionária das tentativas a todo instante e em qualquer lugar onde estou, vem o desafio “como Ele”! As ações e atitudes pessoais são esvaziadas, quando o como está presente. E se Maria também se esvaziou de si mesma, o mesmo aconteceu a Chiara para descobrir a unidade com tanta gente...

               Minha alegria é que “há algo” em tudo e em todos nós que pode ser vivido com amor infinito e universal, por “ELE”, é Maria, Mãe de todas as criaturas.
                                                                                                         Sua Mana,
                                                                                                                        Terezinha









 Terezinha acolheu este carísma de Chiara em sua vida. Construiu tantos relacionamentos que se tornaram “recíprocos”.Agora estes círculos precisam se expandir...
Ela está no céu, mas quer contemplar de lá o amor que se alarga... E cresce... Será o melhor presente... Para ela. E a palavra “saudade” será substituída por uma presença invisível, forte, potente, afável...Em nossos corações, como se ela ou eles que já partiram estivessem sempre conosco naquela mesma proporção de paz e alegria que nos unia... E estão, e nos responde. Assim os sinto.
Olho em minha volta agora e me pergunto:
Será que tenho alguém nos meus relacionamentos que não me responde... E eu tenho uma pessoa que já procurei e pedi desculpas de algo que nem mesmo sabendo o porquê sinto que ficou um pouco indiferente. É a esta pessoa que devo amar... Buscar... Recomeçar. Até que seja o Espírito de amor, o Espírito Santo a habitar entre nós.
Esta é a mais bela experiência que aprendi de Chiara Lubich e Terezinha também.
Uma das amigas de Terezinha me contou que uma noite ela falou algo para uma pessoa e Terezinha percebeu que a pessoa ficou triste. No outro dia, Terezinha fez tudo para ir a casa desta pessoa e voltaram felizes, pois tinha se quebrado aquela nuvem que ela percebeu. Esta mesma amiga me dizia que a coisa mais bonita da vida de Terezinha é que ela quando sentia que tinha dado uma resposta áspera sempre pedia desculpas.
                            Para mim hoje é também recomeçar!
                                                    Maria da Conceição Pinheiro Moreira
                                                                                   Brasília
                                                                                    28/01/2013


Para Terezinha


Foto: Natal 2011

Terezinha Pinheiro Moreira,
Semente frutígera para a geração da paz...
Arrancada prematura antecipando lá no céu o paraíso que arriscavas construir já aqui na terra...

Que todos nós façamos a nossa parte para gerar a paz nos nossos relacionamentos até chegar a tantas vidas degredadas, banidas, expatriadas, deportadas para o mundo da violência e das drogas:
A via da pobreza também espiritual, a falta de Deus, de oração.


A miséria de tantos faz emergir sobre o mundo e especialmente o Brasil,

onde a distância social entre ricos e pobres é estridente, fazendo crescer a ferocidade, a agressão e o terror.
Vamos todos em contagem regressiva viver por amor...
Forma palpável de se revidar a violência?
Creio porque “um Deus de amor fez-se homem para trazer aos homens o estilo de vida do céu”... E tudo será “na terra como no céu”.

E seremos completos, íntegros num só povo!

Com Ele centro da nossa vida, céus e terras novas!

Original cosmo, nova Vida, um povo movido pelo amor...

E Terezinha Pinheiro Moreira voltará a abraçar seus amados pais, irmãos, amigos, familiares, todos...
Será a Festa das festas, o Sonho dos sonhos,
a realidade em si mesma descortinada, sem véu para todos...

Face a face com o AMOR, com DEUS.

De lá, Terezinha dirá sorrindo para quem não teve tempo de amar:

Siga como Jesus, eu agora face a face com Ele lhe digo também:

“CORAGEM EU VENCI O MUNDO”!
                                                                                                                           Sua mana,

Maria da Conceição Pinheiro Moreira

25/01/2013.

Esta música coloco aqui como pequeno documentário da EMATER-PB,  como uma homenagem nossa  à EMATER-PB, onde Terezinha trabalhou:

                                                   
             Querida Conceição, falo assim com você por saber que é irmã de Terezinha. Eu a conheci aqui em Pirpirituba quando trabalhei com ela por volta dos anos 75, quando foi aberto um escritório de EMATER, e desde então passei a considerá-la como chefe, colega, orientadora, pois já era portadora de muita experiência de vida mais do que eu. Vivemos bem todo o tempo em que trabalhamos juntas até o dia em que ela se transferiu e eu senti e chorei muito, era a primeira extensionista com quem eu tinha convivido. A partir daí ela sempre vinha a Pirpirituba na casa de Amélia e quase sempre nos víamos. Com ela aprendi muito e só via qualidades e dons como alegria, educação alto astral, entusiasmo, sabedoria enfim não posso enumerar mais seria até desgastante e você como irmã sabe muito mais que vivenciou também mais tudo isso que estou tentando dizer. Portanto hoje só continua a saudade e o que nos conforma é saber que pessoas assim não morrem se eternizam em nossas vidas e muito mais ainda está feliz junto do Pai na morada que Ele preparou para ela, porque aqui enquanto peregrinava ela soube muito bem iniciar esse eterno que vive hoje.



 Geovani Jacó - EMATER-PB
Senti muito a morte de nossa colega. Tive o prazer de trabalhar com ela em articulações interessantes no campo, quando eu ainda trabalhava na EMATER- PB. Ela se foi, mas seu legado fica para aqueles que ainda acreditam que sonhar e agir, em conjunto, ainda é fundamental para viver com dignidade.




2 de novembro de 2012



Esta foi a Terezinha Pinheiro Moreira, que eu conhecia, insistia com os seus colegas no uso de produtos naturais e agrotóxicos, quando quase não se falava em AGROECOLOGIA, ela já trabalhava e incentivava a todos a seguir.E o AMOR ela acreditava que salvasse qualquer pessoa, mesmo quem já estivesse no fundo do poço com as drogas


 
Terezinha  É muito difícil olhar aquela casa e não me se lembrar de você. Estamos muito, mais muito mesmo, chocadas com tamanha tragédia, não só nós, mas toda Uiraúna, pois apesar de viver fora deixou uma grande família na sua terrinha, pessoas que te admiravam e te amavam e que hoje sente saudades. Confiamos em Deus que hoje está fazendo parte de uma nova cidade, a cidade onde jamais irás ver violência, somente PAZ.
Dona Rita, Carminha e Socorro- Uiraúna-PB
De Malu - Campina Grande

Eu moro em Campina Grande. Conheci Terezinha em uma viajem que fizemos para Buenos  Aires. Como lhe falei ela foi uma companheira maravilhosa.
Gostaria de te aliviar da dor tão sofrida: A perda de uma pessoa da família, ninguém pode saber se não passou por isto.
Eu falo de Cátedra  porque  perdi meu esposo aos 36 anos assassinado. Portanto eu sei da sua dor e peço a Deus que seja aliviada.
A vida continua e temos de viver com as consequências que ela nos acarreta.
Viva das boas lembranças que ela deve ter te deixado.
Saiba que ela está bem, está nos braços do Pai, e deseja que você seja feliz, apesar de tudo.
Um abraço
                       Malú

Caríssima Malu,
        Desculpe-me pela demora em lhe responder. Este e-mail de Terezinha eu que criei para ela e ela usou sempre. Graças que fiquei com a senha e graças que ela não mudou. Assim pude me comunicar com você e só hoje resolvi entrar novamente e encontrei sua linda mensagem que conforta. Sim agora mais do que nunca tenho que acreditar no amor de Deus que acolheu Terezinha e também o seu esposo. Temos a vida Deus para ofertar sempre a Deus e a nossa saudade... Mas também a certeza da Vida que não se acaba e que eles mais que nunca presenciam a nossa vida e continuam a nos amar.
  Gratíssima pelas suas palavras. Estou lhe enviando o link do Blog dela que aos poucos estou fazendo:
                                          http://terezinhapinheiromoreira.blogspot.com.br/
               Fique imensamente grata pela sua mensagem e conte comigo sempre.
 Maria da Conceição Pinheiro





Que lindo o Blog da Teresinha, eu me emocionei, realmente é uma pessoa de Deus e foi para Deus.
                            Obrigada!
                                          Uno,
                                                   Cida
 
Terezinha Pinheiro Moreira uma mulher que nos deixou uma saudade tremenda, sempre penso nela, mas infelizmente a violência e a impunidade do Brasil faz com que percamos pessoas como ela, de um coração enorme.
                                   Ângela Anastácio



Encontrei-me com Cidinha que mora em Uiraúna-PB.Cidinha me confessou e agradeceu-me:



“Desde a partida de meu filho Alex, em João Pessoa, não tinha coragem de andar e voltar a aquela cidade”.

Sabendo da forma como enfrentei e acolhi a morte de Terezinha permanecendo em João Pessoa e Campina Grande para encaminhar e conduzir tudo... E observando a força que Deus me deu para convergir todas aquelas situações sem Terezinha, Cidinha me dizia:

“Se Conceição pode eu também vou poder”.

Junto a sua filha Alana fez a primeira de outras viagens a João Pessoa. Voltou a viver com normalidade. Retornou a desfrutar a beleza do mar paraibano e da cidade verde e branco que é a nossa bela capital paraibana. Podemos agora juntas dar glória Deus por estes pequenos fatos que são vidas que florescem e voltam à vivência normal da vida na sua plenitude... Particularmente agradeço a Deus porque pela partida e “pela FÉ em DEUS que é AMOR SEMPRE” pude ajudar a Cidinha a transformar este bloqueio e retornar a sua vida com alegria. E para completar agora Deus vai lhe presentear com um netinho.
NOTADE PESAR
O Museu Interativo do Semiárido (MISA) da Universidade Federal de Campina
Grande
vem a público manifestar o mais profundo pesar pelo falecimento de
TEREZINHA
PINHEIRO MOREIRA ao mesmo tempo em que presta condolências a
familiares e
amigos enlutados pela irreparável perda ocorrida na última
quinta-feira, dia
01/11/2012.

Terezinha Pinheiro
além de extensionista
social era uma grande artista plástica e adorava
trabalhar e mostrar o
Nordeste. O Museu do Semiárido possui uma de suas belas
obras: uma tela em
abstrato intitulada "Seara Vermelha", motivo
nordestino, em massa acrílica e
óleo, uma homenagem ao grande escritor Jorge
Amado, como ela mesma escreveu
em dedicatória quando esteve no museu para
deixar sua arte doada ao acervo do
MISA.
Tela:
"Seara Vermelha"
Conforme
relato escrito pela própria
autora o tema Seara Vermelha:
"resume sentimentos deixados pela leitura desse
livro. Um depoimento literário sobre o
atraso do Nordeste, a opressão, a
fome, a exploração de todas as formas do seu
povo pobre e marginalizado.
Retrata os contrastes da riqueza das elites, a
omissão dos políticos, de
escritores, de latifundiários e a violência do
Cangaço no campo na época de
1918-1929. O sonho de libertação motivou levas de
famílias a partirem a pé, a
cavalo abrindo veredas no emaranhado de espinhos
até às estradas que levavam
ao Rio São Francisco. Depois, de barco a vapor...
Viagem sem volta para a
grande maioria delas. Destino, São Paulo, o Eldorado das
imaginações e
promessas de enriquecimento...”.
Grande profissional - Terezinha exercia o
Cargo de Extensionista Social da EMATER-PB e
atuava na região de Campina
Grande.
*** 
Santo Agostinho








Gracinha Henrique:
 Sempre a encontrava nas ruas de C. Grande e em nossa Uiraúna...
Parece que nada aconteceu, só lembramos Terezinha, alegre como está nesta foto! Parece um sonho tudo que aconteceu! Meu Deus a tenha em um bom lugar, com sua alegria bondade! Saudades de você Terezinha!




Maria das Dores Viana Sousa
 

PREZADA Conceição, OBRIGADA PElO APREÇO NAS PALAVRAS A MIM, DIRIGIDAS.
CONHECI NOSSA INESQUECÍVEL TEREZINHA. DURANTE TODO O TEMPO EM QUE ELA TRABALHOU AQUI EM PIRPIRITUBA, FOI VIZINHA À MINHA CASA, DAÍ SURGIU NOSSA AMIZADE, ATRAVÉS DO CARISMA QUE TRANSMITIA A TODOS QUE DELA SE APROXIMAVA. POR ISSO, É UMA CERTEZA ALÉM DO DESEJO, QUE ELA ESTEJA NO CÉU, PELO QUE ELA FOI AQUI NA NOSSA TERRA E PELA MANEIRA EM QUE  TIRARAM A VIDA. QUE DESCANSE EM PAZ. E QUE A JUSTIÇA DIVINA SEJA FEITA! GRANDE ABRAÇO. FIQUE COM DEUS!

Camila Silva - Uiraúna-0PB
                                                       Para Terezinha:
                                                                      Saudades da minha companheira!!!
***
Olá Maria, boa tarde, tudo bom?

Que bom receber a palavra de vida! Fico muito feliz como o seu contato!
Fiquei sabendo da tragédia que aconteceu com Terezinha, fiquei muito triste, no entanto firme em oração, acreditando que ocorreu somente uma passagem para diante do pai, e que lá ela está a nos proteger, iluminar nossos caminhos e interceder ao pai por nós!
Quando foi a terrinha?
Grande abraço,
José Valentim


  De Cleone para Terezinha
Cleone Pinheiro Laport         
Pensar que você não é desse mundo mais é estranho, mas, mais estranha é a sensação que tenho quando vejo suas fotos, a de que você está em Paz, muita paz.
Nos ensine a viver em paz e na paz prima.
 Curioso Terezinha Pinheiro Moreira, quando lembro riu... Você no meu casamento, tão linda, produzida como nunca tinha visto antes... Dançou muito... Estavas realmente muito feliz, as fotos que o diga, e as nossas lembranças.
E você me deu um presente especial, cedeu seu apto do Cabo Branco para passarmos a primeira noite, e tudo estava impecável... Esperando os "pombinhos" tudo perfeito... fico imaginando hoje com quão gosto e prazer você nos deu esse presente. E eu que nem te conhecia profundamente, mas sabia que tínhamos não só eu, mas todos os filhos de mainha, lugar no seu coração e você sabe que o sentimento é recíproco e uma vez lá de casa, de lá será para sempre. Obrigado por tudo que fizeste por todos nós. ..Educilmo, Mainha, Dione... Todos, em cada um de nós você deixou sementes. Interceda por nós amiga. Bjs.

                                                                              ***

                         Sobre Terezinha Pinheiro

Francisco Melo

Conheci Terezinha Pinheiro nas antigas.
Ela conviveu conosco uns tempos na Cooperativa Holos. Acompanhei a trajetória de luta dela em defesa da EMATER. Sempre que nos encontrávamos era uma festa. Você faz bem em preservar a memória de Teca. Ela faz muita falta entre nós.

        



Muita saudades esquecer jamais ela aqui nos deixou uma grande marca, ando com um tercinho, na minha carteira que ela me trouxe na última viagem aqui. Deus a tenha do seu lado. Ave Maria! Só lembranças marcantes, pois era uma irmã muito presente em sua vida Jesus te abençoe. Bjos
                             Sonia Vieira - Uiraúna-PB


Para Maria e Zé Pinheiro:Venho expressar nosso profundo pesar pelo infausto acontecimento do falecimento de nossa querida e inesquecível amiga Terezinha. Como dói perder alguém que amamos!!! E COMO?! Irmanados no mesmo sentimento de dor, entregamos nossa TEREZINHA nos braços do PAI ETERNO e de nossa MÃE DO CÉU,PARA SEMPRE.
                                                                               ***

                                              Mensagens para Terezinha:


                                                         
                                                               1 de novembro de 2012

Girlene Moreira Duarte
João Pessoa - PB.






ACABO DE RECEBER A NOTICIA TRÁGICA DO SEU FALECIMENTO, TERESINHA... 
MINHA PRIMA QUERIDA E MINHA GRANDE AMIGA DE CAMPINA GRANDE, QUE SEMPRE ME RECEBIA COM MUITO CARINHO E ALEGRIA.   
 QUE DEUS TE RECEBA COM FESTA, ASSIM COMO, VOCE RECEBIA SEUS AMIGOS EM SUA CASA!!!
                                  ETERNAS SAUDADES !
 
 
 De Conceição Pinheiro (Sua mana).

                           Esta música nós cantávamos juntas nas nossas viagens para o sertão da Paraíba. 
    
Comunicação do Presidente do SINTER - Sindicato dos Trabalhadores em Assistência Técnica e Extensão Rural da Paraíba comunicando sua partida.
João Pessoa, 02/11/2012.
Companheiros,
Boa tarde,
Comunicamos o falecimento de Terezinha Pinheiro. Terezinha foi uma companheira ativa de todos os movimentos sindicais e sociais da Paraíba.
Ficará um marco de exemplo de militante das boas causas em prol dos que mais precisam. As lembranças das lutas construídas juntas e do exemplo de trabalhadora e lutadora que sempre foi, marcam a sua breve passagem terrena.
QUE DEUS POSSA CONFORTAR SEUS FAMILIARES E AMIGOS
Att Berenice Oliveira de Lima SECRETARIA SINTER-PB Luis Lima de Almeida DIRETOR GERAL SINTER-PB
                                                                       *** 

 É o nosso Brasil que estamos a construir, melhorar é responsabilidade de cada um de nós, Terezinha sempre fez a sua parte nesse aspecto, a parte dela integralmente, sem deixar escapar nada para outros fazerem. Nossa guerreira da PAZ, nossa Guerreira do BEM, o que fez na vida dignifica e reafirma a vontade de Deus de Amor e Paz para a humanidade, mesmo se ainda não estamos prontos para receber esse legado dos céus. A saudade hoje parece maior ainda, parece mentira o que aconteceu. A gente pensa que as pessoas são eternas, que o mundo não muda, e olha o choque de realidade.                                                                  

           Uma semente germinou, perfumou, embelezou, saciou e partiu!  



Montagem: Dione Pinheiro
                                                                 
         Saudade de tu amiga.        
        Gente minha, assusta-me o que fala a natureza nesses novos tempos, nos EUA é Sandy quem faz a carta. 
     Aqui em nossa terrinha minha amiga, a natureza também tem falado muito, tem tempestades de montão. É homem, mulher e menino escrevendo como tempestade embolada, tudo junto e misturado, gritando e escrevendo cada historia cabeluda, que a gente nem acredita, até que nos deparamos com esses tais fatos e acontecimentos bem em frente aos nossos olhos, nosso corpo, nossa mente. Desta vez o acontecido atirou-me ao chão feito peixe magro e cansado de nadar em mar poluído.
             Estava quieta, maquinando umas coisas que eu precisava resolver à tarde já se despedia e a noite eu sabia que logo vinha, porque os raios de sol já estavam ternos adentrando pelas cortinas da janela de vidro que estava a usar pra olhar quem passava naquela rua de barro vermelho. Algumas vacas iam com seus donos para algum terreno vazio onde passariam a noite, terrenos porque não são currais, são alguns espaços de terra que ainda não edificaram morada. Engraçado falar isso, porque lá onde nascemos às vacas tem currais, eu sei. Mas, aqui é estranho mesmo, depois dessa tal civilização.
            Foi nessa hora que meu telefone fez barulho e do outro lado do mar uma conterrânea nossa me falou que você estava se aprontando para partir, corri tanto para me despedir. Entretanto, o seu transporte era por demais ligeiro que não deu tempo, queria tanto lhe convencer despedir. Entretanto, o seu transporte era por demais ligeiro que não deu tempo, queria tanto lhe convencer a não ir agora, dizer que precisávamos tanto, tanto de você, de sua fé, de sua humildade, de seu saber. Dizer que ainda não estávamos prontas pra ficar sem você... E a noite não veio embalar-me em sonhos de gente feliz.
               Agora amiga, o sol já vai nascendo e você por causa dessa sua viagem, nem vai senti-lo rasgando sua pele de tão quente que esta nessa época do ano. 
                 Engraçado pensar agora, nas bandeiras de luta que vi hasteada em seu peito todo tempo que ficou com a gente aqui nesse lugar. Ai... Lembro-me de mim, de você dos seus longos discursos de fé, em Deus e no homem. Você tinha a paciência de acreditar. Quanto mais eu escrevo, menos consigo lhe alcançar.
                 Eu acreditava que esta noite vinha cantando canções de ninar que iria nos embriagar em seus seguros braços de sono. Sonho de bandeiras hasteadas eternizadas em vitorias. Enfim, no fim o eterno é o começo de uma nova bandeira de luta pra mim: viver sem ver você, entrando em minha morada, acreditando mais uma vez em algo que novamente comecei.
              Terezinha guerreira de fé cuja bandeira Jesus Abraçou, meu lamento, minha dor, quer gerar harmonia entre a fé e o ser que fica a dar à Deus alguém que ama. A bandeira da Paz leve em seu coração hasteada eternamente em sua vitória por Jesus Cristo nosso irmão.
                  Que aqui na terrinha amiga, as tempestades acalmem-se e os ventos tomem destino em harmonia com as diferenças naturais e, que o bicho homem alcance o reino das promessas cuja profecia estava escrita nas bandeiras de lutas hasteadas e sustentadas por você Terezinha Pinheiro Moreira.
  
                             *******                         


 SEM COMPARAÇÕES,

 AMO-TE MINHA COMADRE INESQUECIVEL!

 UMA MULHER INCOMPARAVEL TE AMO .

 MADRINHA DE MINHA FILHA IARIDSA 

                          SOBRINHA DA MARGARIDA...

                                                        




Elianne Pinheiro - João Pessoa -PB. 
Muitas saudades. Coração apertado.Mas, você sempre transbordou luz , e essa luz só pode ser JESUS. Fique em Paz prima , com nosso DEUS e Nossa Senhora.Te amamos muito.


                                                                     
                                                                            

              
             Prima especial, religiosa, família, educadora, extencionista,

 gente que fez e de luz própria, onde estiver com certeza a justiça social prevalece e seu exemplo permanecera vivo em nossa

memória.
                                                   Francisco Fernandes Pinheiro
                                                                 João Pessoa -PB.

                                  


Lourdes Lourdinha 

 Campina -Grande -PB
 Terezinha foi pra mim uma pessoa muito especial aqui em Sousa-PB quando a gente era
 bem jovem  acompanhando as grandes passeata e comícios... Ela sempre com aquelo jeito de 

defender o mais pequeno, o mais sofrido ela sempre defendeu esta bandeira de luta , depois foi 

estudar em Campina Grande e sempre viajávamos juntos...
                                                          
                                                                
                                                           
De colegas de trabalho da EMATER-PB


                 Da EMATER-PB - Campina Grande -PB.
                 A última vez que me encontrei com Terezinha Pinheiro Moreira  foi no dia 14 de novembro, no Banco do Brasil da UFCG. Marcamos um segundo encontro para próxima terça-feira, na EMATER  de Campina Grande, o dia 20 do mesmo mês. Estava alegre e nos despedimos com um abraço.
             Eu viajei para Pombal e ela foi para João Pessoa.
              Emociona o seu texto de agradecemento aos colegas que comunharam os sentimentos da partida de Terezinha Pinheiro Moreira. Fiz cópia para o meu arquivo e outra para leitura dos colegas. Nessas lembranças, na Emater, denominei a minha sala, com uma tajeta fixada na entrada, de:
Sala Terezinha Pinheiro.
           Simples, mas, bem significativa para gente. Muito aprendemos com Terezinha, e a sua saudade é motivadora.
                      02-11-2012     







 
 
   



Josefa Elizabeth Beta - Uiraúna-PB

Que bom, Terezinha, ver que os amigos te relembram com o sorriso que te era peculiar. Nos deixou alegria e não tristeza.
            29 de dezembro de 2012 
02-11-2012 13:10

As saudades são tantas e a tristeza de uma morte trágica. Lembro muito de você Terezinha, nas viagens que pude fazer junto com você e Lourenisa, as conversas em um São João em sua casa em C. Grande. Da mulher guerreira que sabia o que queria e lutava pelo que acreditava... Saudades... Deus não queria um fim assim para ti, sabemos que a maldade humana que cresce a cada dia tirou você do nosso meio, mas sei que vives ao lado de Deus, pois você aqui na terra plantou sementes que serão lembradas sempre, eu como discípula sua aprendi muito contigo, e imagino muitas vezes que você esteja aqui... É sonho você estar do lado de lá. O que plantaste veremos a colheita... As saudades de ti são imensas, você sempre será um ser impar, e sempre serei de ti a admiradora incondicional. 
QUE VOCÊ ESTEJA AO LADO DE DEUS, POIS É NESSE LUGAR QUE UM DIA NOS ENCONTRAREMOS.VOCÊ NÃO FOI APENAS UMA PASSAGEIRA NESSA VIDA...SUA PASSAGEM DEIXOU RAÍZES E APRENDIZADO QUE JAMAIS VOU ESQUECER, ATÉ HOJE NÃO ACREDITO NO QUE ACONTECEU COM VOCÊ , MUITAS VEZES PENSO QUE VOCÊ  AINDA ESTAR AQUI..E COMO FOI GRATIFICANTE TER TANTAS OPORTUNIDADES DE APRENDER COM VOCÊ E LOURENISA DURANTE O TEMPO DE SINDICATO DA EMATER,   FOI E SEMPRE SERÁ UMA PESSOA INTEGRA QUE TINHA OS PÉS NO CHÃO E QUE LUTA...A LUTA PELOS DIREITOS DOS INJUSTIÇADOS, ATÉ HOJE PENSO NÃO... NÃO COMO ELA PODERIA TER TIDO UM FIM TÃO TRÁGICO POR NA REAL VOCÊ  É UM SER IMPAR IMPOSSÍVEL DE ESQUECER, CINCO MESES FAZEM PRA MIM ISSO NÃO ACONTECEU  SEI QUE VOCÊ AGORA DESCANSA EM E COM MUITO PAZ...FUI SUA DISCÍPULA E AS COISAS QUE APRENDI CONTIGO JAMAIS VOU ESQUECER, PRINCIPALMENTE DE LUTAR...LUTAR...DESISTIR JAMAIS...SAUDADES DE TI TEREZINHA PINHEIRO...
                                               Célia Maria de Araújo - Campina -Grande -PB



Terezinha...deixa um exemplo de luta , mulher corajosa,filha dedicada.Que Deus te acolha na morada eterna.Seras sempre lembrada pelo teu dinamismo.Nossas saudades a toda família.
                                                         Emilia Fernandes e Titico Xavier
Música

 
De Conceição Pinheiro:

  
  

Hoje falei por telefone com Aurizete de Monteiro-PB. Ele me contou o quanto Terezinha foi importante em sua vida:
 Aurizete estava num período de grande depressão e Terezinha a incentivou a ir ao médico e acolheu Aurizete em sua casa. Recebeu em sua casa e levou-a ao médico com ela. Brincava com Aurizete no consultório do médico e graças a Deus hoje ela está bem sem as consequências que a depressão acarreta: a falta de coragem, tristeza e desânimo. Como gratidão ela sempre se lembra de rezar por Terezinha e tem certeza que tem agora esta pessoa que só lhe fez o bem, no céu. É mais um fruto que colho da vida de minha irmã. Se ela aqui na terra vivia para proporcionar a paz a cada pessoa que encontrava certamente ela se encontra agora na PAZ PERENE, o céu.

Conceição Pinheiro



Caríssimo Iandro,   (Paraná-RN)


Obrigada pelo seu carinho em escrever mostrando sua indignação pelo ocorrido com minha Irmã Terezinha Pinheiro.

          Gostaria de pedir desculpas a você e ao povo da amada cidade de Paraná-RN por não termos pelo seu sepultamento não ter acontecido lá como todos estavam esperando. Para ser lá o tempo era bem maior... E a forma como aconteceu nos levou a optar por Campina Grande-PB, no Campo Santo da Paz, por ser mais próximo e também onde ela estudou , se formou, morou e trabalhou.
         Agradeço a sua manifestação de carinho e de todos desta cidade que ela amava muito.
                            
                                Abraços de Maria da Conceição Pinheiro (Irmã de Terezinha).

                                                                         
                        

Caríssima Emília,    (Uiraúna-PB).

               Agradeço Emília a sua solidariedade aos nossos familiares. Sim. Certamente fica a saudade. Porém gostaria de colocar aqui uma herança que tanto eu como Terezinha recebi de Chiara Lubich, fundadora do Movimento dos Focolares:

Que é a graça de em nossa vida “vivermos com amor a vontade de Deus do momento presente”. Terezinha vivia assim... E assim sigo Chiara e sigo Terezinha. Cada lembrança que vem procuro oferecer e me lançar no presente. Desta forma vivo a vida em “Deus que é o eterno presente”. Ela está em Deus, está no amor. E se não estou no presente e no amor estou fora da graça de Deus, de viver o que Ele me pede a cada instante.

               Quanto ao inimigo tenho certeza que Terezinha olhou para ele e pensou: “Pai perdoai porque não sabe o que faz”. Ou, neste momento repito o que Jesus falou na cruz: “Meu Deus por que me abandonastes?”. Ele que era Deus falou assim para o Pai... Sentiu-se abandonado pelo Pai. Ela amou a esta pessoa repetindo o grito de Jesus... Foi este momento que ela uniu a si aquele mesmo grito de Jesus. E ficou consciente até o fim... Viu tudo. Portanto ele (o inimigo como você diz) é Jesus que amo e não um inimigo e sei tenho plena certeza que ela também perdoou... Ele é a “imagem de Jesus”. Apenas não agiu “semelhante” a Jesus. Rezo por ele e Deus já se encarregou de cuidar dele.

               Ah! Você diz que ela deixou “uma legião de amigos em Uiraúna também. Peço aos amigos de Uiraúna que escrevam momentos do relacionamento, acontecimentos, frases ou que presenciaram algum gesto dela para me ajudarem na sua biografia ou quem sabe um livro que vou dar início e certamente será um precioso contributo de quem enviar. E será citado. Rs. Deixarei os seus direitos autorais também. Rs
        Abraços a Titico e a você e seus familiares a quem sou eternamente grata e vocês sabem por quê. RS
                                                                    *******                         


Caríssimos (as),

Gostaria de agradecer e abraçar com carinho todas as
manifestações feitas a minha irmã Terezinha Pinheiro Moreira,
 por ocasião do
seu encontro com Deus, na Sua amplidão de amor...
Minha irmã foi martirizada. Pude participar com ela de seu martírio pela presença dos vizinhos que presenciaram
seus últimos momentos. Porém gostaria de afirmar e pedir que não se angustiem,
mas se lancem a viver “o amor ao irmão que se encontra ao lado de vocês no
momento presente da vida”. (Chiara Lubich). Terezinha participava do Movimento
dos Focolares, ela fazia parte do Movimento Humanidade Nova há tempos atrás e
tinha voltado atualmente com um grupo e tinha se lançado no Projeto Cidade
colhendo quase duas mil assinaturas na Paróquia Nossa Senhora do Rosário.
Estava empenhada num projeto de humanização da cidade elaborou um Projeto para
a Praça em frente à Igreja do Rosário na Prata - Campina Grande e entregou com
o grupo, junto com as assinaturas ao prefeito eleito de Campina Grande. E
estava ajudando ao Natal solidário da terceira idade da Paróquia do
Rosário. 
Vivam felizes e só para o outro como era
Terezinha. Ela deu um testemunho vivo da perfeição na caridade, na bondade e
harmonia... O seu apartamento estava impecável. Até com lanchinho na mesa como
se estivesse nos esperando. (Quando chegamos eu e meus sobrinhos após o seu
funeral).
Com todos que me telefonaram, pelas
mensagens, pelos que visitaram e estavam presentes de longe ou perto no seu
funeral. Muitos ela tinha tido um contato, uma visita antes. Pude constatar que
ela teve mesmo o Espírito Santo para conduzir tudo e entregar e confiar a
continuação de seus projetos a cada um... Em várias situações...
Impressionante! Tudo em ordem e encaminhado e anotado. Na tela de descanso do
computador estava escrita uma palavra de Chiara
Lubich:
“Volver o olhar para a vontade de
Deus no momento presente”.
Era sempre a sua palavra de ordem e agora a minha. Portanto
demos glória a Deus por este imenso dom do meu convívio. Minha única irmã que
foi para Deus, mas agora presente sempre no amor.
Na agenda TANTOS ESCRITOS doando
sua alma atual. Na capa da agenda telefônica ela escreveu:
Nos jardins da vida, sou tão livre
e feliz consigo mesma, com as pessoas e com Deus – como uma borboleta, uma flor
que ainda perdura o encanto e ventura, apesar do tempo. (C. Grande maio de
2012).
Encontrei também:
Tudo aceiro com amor. Que se faça
tua vontade. Em tuas mãos me entrego em silêncio e paz.
Com um forte abraço e de meu
irmão, José Pinheiro e toda nossa família agradecemos com imensa gratidão a
todos: Os telefonemas... Aos que enviaram mensagens das cidades de Paraná-RN,
Uiraúna-PB, as pessoas de Uiraúna presentes ao funeral. Pelas suas
manifestações de carinho nestas cidades. Grupos da Terceira Idade e do Projeto
da Praça, ao Pe Lourildo e Irmã Lourdinha. As irmãs do Colégio das Damas. Aos
seus vizinhos... Presentes do Valentina, Edifício Santa Mônica – Prata Campina
Grande – PB, Atlantis Home Service –Cabo Branco - João Pessoa e aqueles que
estiveram ao meu lado nos momentos de decisões concretas Margarida, Assis
Pinheiro, Dávila, Maria José, Socorro Sousa, Grice, Dorgilan e tantos que não
consigo enumerar... A EMATER-PB na pessoa do Presidente Giovane e esposa Simone
e colegas de trabalho da EMATER presentes. Ao presidente do SINTER Luis Lima de
Almeida e amigos do SINTER. A Comunidade
e Focolare de João Pessoa presente nos momentos especiais e comunidade de
Campina Grande com um amor refinado e paciente até o fim... De Brasília e São
Paulo pelas orações e telefonemas. Aos amigos da cidade de Pirpirituba e outras
cidades presentes. . (Ao Sidney Argelim pelas fotos). A ONG PATAC (Programa de
Aplicação de Tecnologia Apropriada as Comunidades). A Direção e Funcionários do
Campo Santo da Paz e a todos que me esqueci de mencionar, mas que partilharam
comigo as dores.

Com imensa gratidão a todos.
Abraços de Conceição Pinheiro e família e José Sátiro Pinheiro e Família.
                                                         
                                                        
                                           Gratidão da Deus
Terezinha passou três meses em Brasília. Que rica experiência este nosso convício!

Para expressar a gratidão a Deus por este grande presente que Ele me proporcionou com a presença de Terezinha aqui em Brasília este período, coloco para as pessoas que não conhecem Brasília pessoalmente este lindo álbum:
                                                      
Imagens tiradas do alto da Torre de TV










                                                                      
   Uma das músicas que ela gostava:
                                                     


7  de setembro, aniversário de Terezinha,
 Férias -janeiro-08 061                                                                           Terez. Tetê e Naty
Neste dia, sábado seguindo o apelo do Papa Francisco que se tornou quase uma consagração á paz mundial celebramos também o seu aniversário, Terezinha!
 Quanta prece subiu ao céu hoje pela paz!
 E do céu na festa da paz você nos olhou e sorriu... Na sua festa perene!
Terez. Marcelo, Naty e Claudia 
Com saudades te pedimos e intercedemos a você que viveu para construir a paz... A paz em todos os lugares e especialmente nos países em guerra... Parabéns, Terezinha, minha irmã, minha grande amiga e intercessora da paz! Obrigada ao Pai por este dom que retornamos a Ti... Por toda minha saudade peço meu Deus que transforme TUDO em PAZ para o MUNDO!


João Pessoa-PB
Depois de passarmos vários dias em Uiraúna-PB fiz pra ela no seu aniversário. Li pra ela e esqueci-me de passar a limpo. Agora encontrei na sua agenda.


Terezinha querida!


Eleita de virtudes e qualidades vitais.


Rainha de bondade.


Elevada espiritualmente.


Zelosa por cada um (a).


Imagem do Supremo AMOR.


Nada teme porque ama sempre.


Hoje e sempre, no presente.


Amada por todos nós e muito mais por Deus.



Paixão pela vida.


Idealizadora e luz para todos.


Nova sempre porque pode recomeçar.


Humanidade Nova constrói em sua volta.


Elevando as qualidades e dons de cada um.


Indo além de suas forças.


Rega com as palavras.


Orienta com sabedoria.




Mãe da humanidade como Maria.


Onde se encontra.



Robusta a fé e concreta ação.



Enamorada da paz...




Ilumina informando as pessoas.




Raios que transparece a ternura de Deus.




Amiga, irmã e mãe, PARABÉNS!


                                                                                 Maria da Conceição Pinheiro Moreira
                                                                                                                         07/09/2011
         
                                        Terezinha Pinheiro Moreira
                                       Campina Grande - PB, 23 de setembro de 2009.  


Um agradecimento ao Presidente da EMATER- PB Gionane, pelas suas palavras e todo apoio e presença, com sua esposa Simone no funeral de Terezinha Pinheiro.  Coloquei este vídeo também em homenagem aos agricultores que foram trabalhados e cultivados por Terezinha Pinheiro.
       
                                                                                        

                                                      Filmes